A retirada das famílias do Atenas: O culto ao Mercado Imobiliário

AluguelA administração Roberto Pupin, em sua bondade e sabedoria, depois de desfalcar o Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social em quase 5 milhões anuais ao dispensar o uso da outorga onerosa para tal fim, decidiu retirar as famílias que ocupam as casinhas inacabadas do Atenas. Já preparou caminhão e tudo. O destino será uma escola na zona rural, com goteiras, mato, em completo estado de abandono.

Volto a falar da benevolência pepista com o Mercado Imobiliário e a falta de traquejo barrista com as questões sociais. Maringá vem sendo construída para a elite, onde as poucas possibilidades de suporte legal para as demandas sociais, como o Fundo para a casa própria, são expuriados em função de interesses excusos, como a construção do Eurogarden ou do Novo Parque Industrial do Sonho dos Barros.

Dos quase 7 milhões que constavam no Fundo de Habitação de Interesse Social, apenas 1,5 foi utilizado em 2012, e isso numa cidade onde, estima-se, existe uma carência de 15 mil casas populares e, pasmem, foram construídas apenas 20 unidades com o dinheiro deste fundo. Sobrou, e agora a Câmara Municipal consentiu (salvo Humberto Henrique, Dr Manoel, Mário Verri, Mariucci e Tenente Edson Luiz), que quase 5 milhões sejam retirados deste fundo e destinados a funções diversas, incluindo a possibilidade de adequar o terreno do Eurogarden para construção.

Vale lembrar que as famílias sem teto são fruto da voracidade do Mercado Imobiliário maringaense, esta divindade cultuada pelos Barros e, claro, pelo prefeito Roberto Pupin. Nada mais justo que a solução de um problema criado pela ingerência dos mesmos fosse resolvida de forma mais justa do que a que deverá acontecer.

Segue a matéria de O Diário sobre o problema. Atentem para as falas do procurador jurídico do município, Luiz Carlos Manzato (o mesmo que disse que a comunidade da UEM é feita de recalcados)

http://maringa.odiario.com/maringa/noticia/735630/transferencia-de-familias-pode-ocorrer-a-qualquer-momento/

Categories: Sem categoria